É um pouco egoísta e até mesmo ilusório imaginarmos que somos únicos na vida de alguém.
Infelizmente só temos uma oportunidade pra sermos o primeiro. E ser o primeiro, automaticamente implica em não ser o último.
E fica esse paradoxo entre a descoberta e a sabedoria.
Eu poderia, quem sabe com muito esforço, conseguir entender, mas ainda que entendesse seria inexplicável.
A vida me assusta muito mais que a morte.
A vida não, o amor.
Mas o que seria da vida senão o amor?

Matheus Ferreira
ill-wanted

No dia primeiro de Janeiro de 2014, pegue uma jarra ou um pote vazio de qualquer lugar da sua casa e coloque no seu quarto. Toda vez que alguma coisa boa acontecer com você, não importa quão pequena seja, contanto que lhe tenha feito sorrir, escreva em um papel porque você está feliz, dobre o papel e coloque na jarra. No último dia de 2014 esvazie sua jarra e veja quantos pequenos presentes a vida lhe deu. Faça isso todo ano.